Andréa del Fuego


serotonina


foto: Robert Capa

Escrito por Andréa del Fuego às 02:08 PM
[   ]




ménage à deux

Ela pede uma posição em seu diário, o público aplaude dizendo que sua coragem é formidável. Ele também se contorce num diário e não permite comentários em sua página, assim não deixa o fluxo atingir os pés. Ela quer que ele deixe a mulher, diga que tem bravura e publique isso. Eu leio os dois, corro para o histórico e descubro que o caso é velho e ardido. Eles podem ler esse fracasso e comentar algo seria a confissão. Ninguém tem coragem. Só escrevo porque meu corpo nunca foi dele.




Escrito por Andréa del Fuego às 08:07 PM
[   ]




...

Ela desce confiante, esquecendo que na volta estará velha.


foto: Louis-Paul Fallot

Escrito por Andréa del Fuego às 12:23 PM
[   ]




charleston style e daft punk



Escrito por Andréa del Fuego às 10:04 AM
[   ]




cobaia

Um conto inédito na praça, publicado na revista Pesquisa FAPESP do mês de agosto.

Trecho:

Doei muito. Sou doador universal, o tipo sangüíneo mais antigo do planeta. Ou o mais ultrapassado, o caboclo que vai levando na maciota em condições naturais. Talvez seja híbrido o sangue do homem atual, com anticorpos vindos do espaço, transmitidos em alguma festa de ufólogos em Goiás. Se bem que do espaço somos todos, boiando em torno da omelete com a gema mole do sol.




Inteiro, aqui.

Escrito por Andréa del Fuego às 04:39 PM
[   ]


[ ver mensagens anteriores ]



 
Histórico
  Ver mensagens anteriores


LIVROS


Nego fogo





Engano seu





Nego tudo





Minto enquanto posso





juvenil


Sociedade da Caveira de Cristal





Quase caio





antologias


Os Cem Menores Contos
Brasileiros do Século






Fábulas da Mercearia





30 Mulheres que Estão Fazendo
a Nova Literatura Brasileira






Doze





69/2 Contos Eróticos





35 Segredos para chegar a lugar nenhum





Contos de algibeira





Capitu mandou flores





O Pequeno Príncipe me disse

BLABLAblogue





delfuego@uol.com.br





O que é isto?