Andréa del Fuego


...

A revista literária Sítio é uma publicação portuguesa com coordenação editorial de Luís Filipe Cristóvão e arte de Ana Almeida.

O número 2 da revista foi lançada agora em Torres Vedras, Lisboa. Com textos de André Simões, Carlos Guardado, Filipa Ribeiro, Luís Filipe Cristóvão , Luís Lourenço, Sara Ferreira Costa (Portugal), Ana Beatriz Guerra , Andrea del Fuego, Crib Tanaka, Herbert Farias (Brasil), Carlos Quiroga, Eugénio Outeiro, Xavier Queipo (Galiza), Golgona Anghel (Roménia) e Eduardo Pellejero (Argentina). Artes de André Venceslau, Daniel Leite, Daniel Silva, Manuel Guerra Pereira, Marco Aresta, Marina Félix, Rute Cruz e Vera Vítor.

Para mais informações, aqui.



Escrito por Andréa del Fuego às 02:51 PM
[   ]




...

Ontem foi o primeiro dia do A Plenos Pulmões. Fui de vestido carioca, li textos do Nego tudo e terminei com um áudio da atriz Graziella Moretto interpretando o texto 'Linha contínua'. Saí do palco e deixei um banco vazio, só a voz dela. Hoje tem Xico Sá, Marcelino Freire, Ademir Assunção, Beatriz Bracher, Horácio Costa, Valério Oliveira e Douglas Diegues.



Dei uma entrevista bem soltinha pro Tudo Lorota. O site nasceu do encontro dos autores Ana Beth Meyer, Dóris Fleury, Eduardo Baszczyn, Luis Vassallo, Rogério Augusto, Severino Batista, Tatiana Carlotti e Vinicius Holanda. Eles se conheceram numa oficina ministrada por Nelson de Oliveira, que aliás, tem o talento da agregação. Desde a oficina eles se encontram na casa do escritor Rogério Augusto, autor de 'Além da rua'', em volta de um tinto e massas com sal. Lêem e trocam com toda a saúde que merece a literatura. Convidam um autor por mês para uma entrevista, te botam num sofá, te embebedam e ligam o gravador. O resultado é uma delícia, tudo o que você diz está lá, sem cortes. Confira as entrevistas de Luiz Ruffato e Marcelino Freire.



Agora fodeu. Joca Terron e sua musa fotógrafa e a mais bem vestida da região sudeste, Isabel Santana, comandam o site Calúnia Social. Será a Joyce Pascowitch da literatura: flashes dos balcões e resenhas da vida alheia.



A maratona de teledramaturgia está quase no fim, e volto de vez ao blog.

...

Ah! adoro chegar em São Paulo!


foto: São Paulo - Peter Fetterman Gallery

Escrito por Andréa del Fuego às 01:36 PM
[   ]




...

Mal cheguei em casa e nem esquentei o travesseiro. Estou imersa numa maratona de roteiros de telenovelas, no Rio de Janeiro, são cursos e palestras com os caras da velha e nova guarda da televisão. Bom que a cidade, a anfitriã Mariana Newlands, a companheira de curso Cristiane Lisbôa, e rever Crib Tanaka já é garantia de bem estar. Como estou longe de meus arquivos de fotografia, com a cabeça nas escaletas e com pouco acesso à internet, postarei aos poucos até o final da maratona. A literatura aqui é usada como referência, mas a teledramaturgia voa raso em significados, mas não em comportamento, aliás, é um gerador dele. Deliberaremos na mesa do bar. A televisão brasileira absorveu profissionais do rádio, os folhetins, e não do cinema como a européia, por exemplo. Se a tv tivesse absorvido os cabeças do cinema novo, a televisão seria outra coisa, será? Adoraria botar aqui as pérolas da maratona, mas é proibido reproduzir o conteúdo das palestras. Posso dizer que é um alívio ouvir de Lauro César Muniz que ele continua, aos 68 anos, tentando não fazer as regras, como em 'O Casarão', novela em que três fases de tempo distintas foram intercaladas. Ou seu mestre Dias Gomes, que bebia do realismo fantástico em Saramandaia, isso é passado, mas o futuro nos pertence.

Escrito por Andréa del Fuego às 10:49 AM
[   ]




...

Como foi? Jararaca na porta da cabana, peixe elétrico num mar manso, não tive coragem de pular do pier, mas remei até uma ilhota. A jararaca eu encarei até que ela armasse o bote. Serpente é foda, o rabo vai se encurtando, enrodilha sem fazer barulho, te olha, lambe o ar com a língua bifurcada, um felino que rasteja. A bifurcação me tira do fascínio, o bicho tem veneno, a padronagem denuncia: triângulo isósceles. Urubus nas palmeiras, no banheiro e tanque pererecas aos milhares. Um esquilo roubou o lixo três vezes. Um abacaxi espontâneo, abacaxi é uma bromélia que nasceu debaixo da nossa janela. André jogou a jararaca longe. Agora vai.


E pra começar os trabalhos, Nelson de Oliveira pilota mais um evento literário no Itaú Cultural. Trata-se do A Plenos Pulmões.

Promete: Marcelino Freire, por exemplo, vai levar a Fabiana Cozza, você já ouviu a Fabiana Cozza? Caem raios onde essa mulher pisa. Seguinte: cada autor terá 15 minutos pra dizer no palco a que veio, ainda bem que a Aracy de Almeida não estará no juri. Para mais, aqui.

Dia 27, sexta-feira, às 19 horas

Andréa del Fuego
Douglas Diegues
Frederico Barbosa
Nelson de Oliveira
Renato Rezende
Ronaldo Bressane

Dia 28, sábado, às 19 horas

Ademir Assunção
Beatriz Bracher
Horácio Costa
Marcelino Freire
Valério Oliveira
Xico Sá


São Brás, desengasgai-me!

Escrito por Andréa del Fuego às 12:22 PM
[
  ]


[ ver mensagens anteriores ]



 
Histórico
  Ver mensagens anteriores


LIVROS


Nego fogo





Engano seu





Nego tudo





Minto enquanto posso





juvenil


Sociedade da Caveira de Cristal





Quase caio





antologias


Os Cem Menores Contos
Brasileiros do Século






Fábulas da Mercearia





30 Mulheres que Estão Fazendo
a Nova Literatura Brasileira






Doze





69/2 Contos Eróticos





35 Segredos para chegar a lugar nenhum





Contos de algibeira





Capitu mandou flores





O Pequeno Príncipe me disse

BLABLAblogue





delfuego@uol.com.br





O que é isto?