Andréa del Fuego


...

Fiquei nesse endereço por 4 anos, adoro essa casa, tanto que morei nela até esgotar o espaço, não sobrou nem um quartinho pra esticar as pernas. Pra não deixar de blogar (não é uma hipótese), arranjei outro lar. Estou te esperando, aqui.



Escrito por Andréa del Fuego às 10:10 PM
[   ]




...

Esse blog.zip.net está com o espaço esgotado, não aceita meus vídeos, as fotos, mal permitiu que eu publicasse essas linhas. Já vou resolver isso, tô procurando alternativas.



Escrito por Andréa del Fuego às 02:58 PM
[   ]




...

Se a fé não é minha, desconfio do milagre.

 

foto: Burt Glinn



Escrito por Andréa del Fuego às 02:44 PM
[   ]




Ivana Arruda Leite

Se você não for, ela te mata.

 

Ivana lança seu primeiro romance, e você está intimado.

 

 

 

É a Ivana como você sempre quis, agora ela fica com o leitor por mais tempo, tatuando a gente de vez com seus personagens.

 

Nos vemos lá!



Escrito por Andréa del Fuego às 06:04 PM
[   ]




Anotações do caderno escolar

A metáfora é uma parte pela qual se entende o todo, pelo símbolo se entende o todo caso você já possua alguma parte.

 

foto: Chien-Chi Chang



Escrito por Andréa del Fuego às 05:11 PM
[   ]




O Livro Vermelho dos Vampiros

Luiz Roberto Guedes organizou uma antologia vampiresca, da qual tenho a honra de participar com o conto Xarope Jacinto. O livro tem ilustrações assombrosas de Manu Maltez, a edição está impecável. O lançamento será no B_arco, galeria aconchegante que nos abrigará em noite de vinho e caninos. Vamos?

 

 




Escrito por Andréa del Fuego às 08:26 PM
[   ]




...

"É a infalível natureza que criou o parricídio e a antropofagia, e mil outras abominações que o pudor e a delicadeza nos impedem de nomear. É a filosofia (refiro-me à boa), é a religião que nos ordena alimentar nossos pais pobres e enfermos. A natureza (que é apenas a voz de nosso interesse) manda abatê-los. Passemos em revista, analisemos tudo o que é natural, nada encontraremos senão horror. Tudo quanto é belo e nobre é o resultado da razão e do cálculo."  - Sobre a Modernidade de Charles Baudelaire.

 

foto: Robert Doisneau



Escrito por Andréa del Fuego às 12:32 PM
[   ]




...

Para o frio, Debussy.



Escrito por Andréa del Fuego às 03:24 PM
[   ]




...

Do site do Entrelinhas:

Neste domingo às 21:30

O Entrelinhas homenageia Heitor Villa-Lobos mostrando como o compositor construiu sua obra em diálogo com os escritores modernistas. A gente conversou com o maestro Júlio Medaglia e com o compositor Cacá Machado sobre o maior nome da música erudita brasileira. 

O programa traz também uma entrevista com o escritor gaúcho Michel Laub, que acaba de lançar "O Gato Diz Adeus".

E a colaboradora Andréa del Fuego comenta o romance "Viagem à roda do meu quarto", de Xavier de Maistre.

 

Reapresentação - quinta-feira às 00h10 

TV Cultura



Escrito por Andréa del Fuego às 12:35 PM
[   ]




blablablogue

Blablablogue: crônicas e confissões


O que seria de nós sem o Nelson de Oliveira? Nada. Dessa vez ele organizou uma antologia com textos publicados em blogues, um post como esse. Não são textos melhorados do blogue, não são pseudo-posts, são os próprios retirados de seus respectivos sítios, com suas respectivas imagens, seus respectivos donos. Com a palavra, Nelson:

 

A palavra é febre.

Quem pegou o início desse fenômeno de comunicação que em pouco tempo se tornou a blogosfera sentiu em primeira mão um tipo diferente de febre. A febre da liberdade digital. Da democratização da palavra escrita. Essa febre, essa excitação, essa compulsão é tão contagiante que, uma década depois, o número de blogues no ciberespaço tem crescido de forma exponencial. Atualmente existem perto de 140 milhões de blogues e cerca de 120 mil são criados diariamente (1,4 por segundo).


A maioria das pessoas utiliza os blogues como um diário pessoal, porém eles podem veicular qualquer tipo de conteúdo e ser usados para os mais diversos fins: artísticos, jornalísticos, científicos, políticos, religiosos, corporativos, comerciais etc. A blogosfera ampliou o mundo natural, social e mental. Como eu disse, a palavra é febre. Muitos a amam, muitos a odeiam. É verdade: tem gente que passa várias horas diárias cultivando seu espaço virtual. Mas tem gente que detesta a cultura blogueira. Além da possibilidade de interação quase instantânea com os visitantes, a grande diferença entre os blogues e a mídia tradicional, impressa, é a velocidade. Um artigo que levaria horas, dias ou semanas para ser publicado numa revista de papel pode estar disponível em poucos segundos para a leitura num blogue.


O critério usado na seleção dos blogueiros cujos posts compõem este livro foi o mais subjetivo possível: meu gosto pessoal. Por ser escritor, eu preferi ceder a essa inclinação e ficar na deliciosa esfera da crônica e da confissão literária. Os vinte e um blogueiros convidados para participar desta antologia são todos escritores: onze veteranos de prestígio reconhecido, com livros já publicados, e dez bons estreantes a caminho do reconhecimento. A cada um deles eu pedi que selecionasse os melhores posts publicados nos respectivos blogues. O resultado: dezenas de crônicas e confissões de escritores deliciosamente febris.



Nelson de Oliveira nasceu em 1966, em Guaíra (SP). É professor universitário, editor e autor dos livros Ódio sustenido (Língua Geral, 2007), Algum lugar em parte alguma (Record, 2006), A maldição do macho (Record, 2002) e Subsolo infinito (Companhia das Letras, 2000), entre outros. Dos prêmios que recebeu destacam-se o Casa de las Américas, o da Fundação Cultural da Bahia, duas vezes o da APCA e o da Fundação Biblioteca Nacional. Atualmente coordena, em diversas instituições, oficinas de criação literária para autores em início de carreira.

 

 

Os "posteiros":

Ademir Assunção, Ana Paula Maia, Ana Rüsche, Andréa del Fuego, Bruna Beber, Cassy Dias, Claudio Brites, Claudio Daniel, Edson Cruz, Fábio Fernandes, Fabrício Carpinejar, Gabriela Kimura, Índigo, Ivana Arruda Leite, Laura Fuentes, Linaldo Guedes, Marcelino Freire, Marcelo Maluf, Marilia Kubota, Petê Rissatti e Rinaldo de Fernandes.

 

O lançamento será na Livraria Martins Fontes, nesse sábado!

Tarde de autógrafos

Data: 30/05 – sábado
Local: Av. Paulista, 509 – Cerqueira César – Tel.: 2167-9900
Horário: das 15h às 18h



Escrito por Andréa del Fuego às 03:21 PM
[   ]




...

Para os que estiveram na oficina do SESC Pinheiros e aos que foram ao Stand-up Literatura na Martins Fontes.

 

foto: Evandro Teixeira

 

Delícia brincar juntos.



Escrito por Andréa del Fuego às 12:38 PM
[   ]




stand-up literatura

O site Cronópios, barco comandado por Edson Cruz e Pipol, não para de criar. Nesse domingo, estarei com eles no Stand-up Literatura, de cara lavada e os textos debaixo do braço. Sem flautistas ou cílios postiços. Apareça!

 

Atualização: Celso Amâncio, que visita sempre esse blog e me deu a alegria de sua presença na oficina do SESC (ele é ator, escreve que é o diabo e não larga o violino) propôs com um baita sorriso: e se eu tocasse violino no Stand-up contigo, já que você não tem flautistas? Mas é claro, óbvio, evidente! Nesse domingo, violino e palavras, não perca!


No próximo domingo acontece a segunda edição do programa
Stand up Literatura -  parceria da  Livraria Martins Fontes e do site Cronópios



 

 

Do Cronópios

 

O que estes Cronópios estão inventando agora? — você deve estar se perguntando. E nós respondemos: um Programa quinzenal com uma hora de duração, transmitido AO VIVO direto da Livraria Martins Fontes, na Avenida Paulista, em São Paulo.

 

Sim, é mais uma parceria da Livraria Martins Fontes e do Portal Cronópios. O seu programa nas tardes de domingo.

 

O formato é uma adaptação para a Literatura do gênero de comédia muito famoso nos EUA, a chamada Stand-up Comedy. Gênero que, também, está fazendo muito sucesso no Brasil. O diferencial é que não queremos fazer necessariamente ninguém rir. Queremos tocar, emocionar, levantar as pessoas.

 

Para isso o Stand-up Literatura contará com um autor convidado por programa. Ele preparará um set list de textos seus para serem lidos “em pé” (com ou sem música; com ou sem convidados), diante de uma plateia e com transmissão ao vivo pela TV Cronópios. O público participa no local e também por meio de chat na Internet. Após a apresentação o escritor responde a perguntas do público presente e do chat.

 

Podemos sintetizar o que vai acontecer nestas tardes de domingo como uma série de performances literárias com público presencial e virtual. Cá pra nós, um formato inovador.


 

Venha participar. Entrada franca.

 

Local: Livraria Martins Fontes e na Internet através do Portal Cronópios

Data: 17/05 – domingo
Local: Av. Paulista, 509 – Cerqueira César – Tel.: 2167-9900
Horário: 15h
Escritora  convidada: Andrea del Fuego



Escrito por Andréa del Fuego às 07:34 PM
[   ]




entrelinhas



Nesse domingo, mais uma colaboração para o Entrelinhas (que delícia colaborar com o Entrelinhas!). Acabei esquecendo de avisar aqui sobre a última, que foi sobre o originalíssimo Manoel Carlos Karam. Dessa vez falarei sobre Ana Akhmátova, um dos grandes nomes da poesia russa. Também nessa edição: entrevista com o escritor Marcelo Ariel e o Primeiro Sarau das Poéticas Indígenas, realizado na Casa das Rosas.



Inédito - domingo às 21h30

Reapresentação - quinta-feira às 00h10



Escrito por Andréa del Fuego às 06:26 PM
[   ]




...

Quando usar a face polida perceba que eu também uso a minha. Desde o início aceitamos a esgrima facial, agora não dá mais pra entortar a espada gloriosa e dizer que ela é só para o treino, que eu não sou seu oponente. Já te vi menino, já te vi velho, já te vi mais polido.

 

foto: Ed Van Der Elsken



Escrito por Andréa del Fuego às 10:54 PM
[   ]




...

O velho comerciante focava o meio da balança para que o olhar periférico observasse o peso da direita e da esquerda. O meio é referência, não posicionamento.

 

foto: Ed Van Der Elsken



Escrito por Andréa del Fuego às 12:06 PM
[   ]


[ ver mensagens anteriores ]



 
Histórico
  Ver mensagens anteriores


LIVROS


Nego fogo





Engano seu





Nego tudo





Minto enquanto posso





juvenil


Sociedade da Caveira de Cristal





Quase caio





antologias


Os Cem Menores Contos
Brasileiros do Século






Fábulas da Mercearia





30 Mulheres que Estão Fazendo
a Nova Literatura Brasileira






Doze





69/2 Contos Eróticos





35 Segredos para chegar a lugar nenhum





Contos de algibeira





Capitu mandou flores





O Pequeno Príncipe me disse

BLABLAblogue





delfuego@uol.com.br





O que é isto?